A paz do Senhor meu amigo Frankenstein - Daniel Alves Pena

Assista o novo vídeo de Daniel Alves Pena - [Fechar o vídeo]

Headlines News :
Home » » A paz do Senhor meu amigo Frankenstein

A paz do Senhor meu amigo Frankenstein

Postado por Daniel Pena em quinta-feira, 28 de dezembro de 2017 | 17:48


Um  dos grandes problemas de algumas instituições religiosas é que se gera dogmas doutrinários  com base em pseudos verdades supostamente inspiradas pelo Espírito Santo e pelo  Eterno e com o passar dos anos descobre-se que tais dogmas não eram verdades  absolutas, apenas sombras de uma verdade maior ainda não descoberta.

Bom, ai a instituição religiosa fica engessada, pois os que aprenderam que a pseudo  verdade era inspirada e virou costume não se consegue mexer na verdade  cosmicamente criada por inexperiência ou exegese mal realizada.

Dai só resta uma solução, gerar uma forma farisaica de pseudo verdade  revelada sei lá por quem que instalou-se nas tripas e pulmões e caso se tente  mexer nas entranhas a coisa fede e fede muito.
 Sendo assim o monstro feito de garrafa pet passa a ser o símbolo da santidade  dos que apenas viram de longe a tal revelação trypanosomica.

 A paz do Senhor meu amigo Frankenstein

O monstro de Frankenstein (também chamado de Adam, Monstro, Criatura de Frankenstein ou apenas Frankenstein) é um personagem fictício que apareceu pela primeira vez em 1818 no romance Frankenstein;  or, The Modern Prometheus de Mary Shelley. Na cultura popular, a criatura é muitas vezes referida como "Frankenstein" devido ao seu criador Victor Frankenstein, porém na novela a criatura não tem nome. Também é variadamente referido como "criatura", "demônio", "espectro", "desgraçado", "diabo", "coisa", "ser" e "ogro" na  novela. 

Em meio  as instituições existem vários assim, resultado de revelações experimentais onde nem os lideres que criaram a religião estão mais no meio ou acreditam no que inventaram.
Um ser feito de parte dos outros na forma de pensar.
Em amor, Daniel Alves Pena 
Share this article :

0 comentários:

Acompanhe no Facebook

Postagens Recentes

Autoridade Espiritual

Autoridade espiritual não é algo imputada a alguém, é alguma coisa que se reconhece em alguém, que tem por causa da sua coerência de existência na palavra. Por causa da sua intrepidez na fé, na sua sinceridade no serviço a Deus e ao próximo. Sem isso não adiante ser PHD ou qualquer outro coisa.

Fale com o autor do blog

Original Bíblico para Pesquisas

A Restauração não começou em 1962

CURIOSIDADES SOBRE O VÉU

SAIBA COMO FOI

Nosso Ranking do Brasil

e-clipping sobre Daniel Alves Pena

MENSAGENS

Translate

Receba novos artigos por Email

Inscreva-se em meu Canal no You Tube

A DOUTRINA BÍBLICA DO USO DO VÉU

Pentecostal?

Quantidade de visitas até o momento

Visitantes lendo o Blog agora

Pesquisar neste blog

Código Penal - Decreto-lei 2848/40

Decreto-lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940
Ultraje a culto e impedimento ou perturbação de ato a ele relativo
Art. 208 - Escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso: Pena - detenção, de um mês a um ano, ou multa.Parágrafo único - Se há emprego de violência, a pena é aumentada de um terço, sem prejuízo da correspondente à violência.

TOLERANDO A GENTE SE ENTENDE

Clique AQUI e saiba porque

ISSO NÃO SÃO LÍNGUAS ESTRANHAS

CONHEÇA A HISTÓRIA DA OBRA

Clique na imagem para ampliar

Ajuste de Conduta - Magno Malta

Anúncios AdSense

Pois muitos andam entre nós evangélicos

Intolerância Religiosa

LinkWithin

União de Blogueiros Evangélicos

 
Copyright © 2013. Daniel Alves Pena - All Rights Reserved
Template Adpted by Daniel Pweb Published by Daniel Pena
Ora, daqueles que pareciam ser alguma coisa, esses, nada me acrescentaram,antes, pelo contrário, (Gálatas 2.6)